Publicado Por :

Luiz Dias

Não leve dor de cabeça para seu mecânico!

383 345 Luiz Dias

Na hora da compra de peças para reparar o ar condicionado de seu carro, vem logo a cabeça:

“comprar peças com um valor reduzido”.

Cuidado com este pensamento, o barato pode sair mais caro.

Optar pela marca de industrias que fornecem para as montadoras, pode ser um ótimo negócio.

O tempo de duração da peça de marca original e superior, assim você economiza com

o gasto da mão de obra a ser realizada, que muito das vezes é infinitamente maior

que a peça em questão.

Peças de marcas originais são peças dos mesmos fabricantes que fornecem para as montadoras, mas vendidas diretamente ao mercado de reposição, e também com embalagem própria.

Ponto positivo: possuem boa qualidade por um preço menor em relação às peças genuínas.

Está explicado portanto a sua economia.

Em nossa empresa você encontra peças com qualidade e procedência para solucionar

sua reposição.

“Fica a dica”

DEVO DESLIGAR O AR-CONDICIONADO ANTES DE DAR PARTIDA NO CARRO?

1024 598 Luiz Dias

Entrei no carro e coloquei a chave no contato. Nesse momento, percebo que o comando do ar-condicionado está ligado. E aí, devo desligá-lo para acionar o motor ou isso é apenas mito?

“Em geral, os carros mais antigos (carburados) sofriam com esse problema quando não havia carga suficiente para girar o motor de arranque. Mas, há pelo menos dez anos, os carros já podem ser acionados mesmo se o ar estiver ligado”,diz o mecânico de ar-condicionado automotivo e dono da Arcon, Ernesto Miyazaki.

O especialista comenta que os sistemas mais modernos são preparados para atuar mesmo que não haja carga suficiente. Alguns modelos, inclusive, entram em “modo de segurança” para acionar o compressor do ar-condicionado apenas quando a carga estiver ideal, momentos depois da partida. “Em algumas situações o carro nem vai ligar o ar e vai dar preferência para o motor”, afirma o mecânico.

Portanto, você pode ligar o motor do seu carro mesmo que o ar-condicionado esteja ligado, desde que o veículo não tenha mais de 15 anos de uso. “Uma dica é deixar o seletor no modo ventilação, com o ar desligado, quando o destino estiver próximo. Isso ajuda a evitar que o evaporador fique úmido e traga fungos e mal cheiro para a cabine”, conclui Miyazaki.

Como Funciona o sistema de Ar-Condicionado Automotivo.

1024 575 Luiz Dias

O Ar-condicionado sem dúvida é um sistema muito útil na vida das pessoas, principalmente em épocas de muito calor.

Nesta matéria vamos explicar rapidamente os componentes e o funcionamento deste sistema.

Evaporador: ao passar pelo evaporador o fluido refrigerante, que está em forma de vapor a baixa pressão e temperatura, absorve calor do ar externo ao carro, ou reciclado de dentro dele, virando líquido a baixa pressão e retornando um ar resfriado para dentro do veículo.

O ventilador ajuda a empurrar esse ar resfriado para dentro da cabine.

Compressor: para que o fluido circule pelo sistema é necessário utilizar um compressor. Esse dispositivo está fixado por um suporte ao lado do motor e ligado a ele através de um sistema de polia e correia.

Uma vez acionado, o compressor gera uma diferença de pressão no sistema aspirando e comprimindo o fluido constantemente, elevando sua temperatura e pressão.

Condensador: é uma espécie de trocador de calor localizado na dianteira do veículo, à frente do radiador do motor.

Essa posição privilegiada permite uma eficaz troca térmica com o ar, retirando calor do fluido refrigerante, baixando assim sua temperatura.

Filtro Secador: ao sair do Condensador o fluido agora no estado líquido, mas ainda sob elevada pressão, passa por um filtro chamado de “Filtro secador” cuja função é reter partículas de impureza, impedindo que as mesmas danifiquem outros componentes do sistema, além de absorver a umidade presente no fluido.

Válvula de expansão: após sair do secador o líquido em alta pressão chega à válvula de expansão onde se transforma em vapor a baixa pressão e baixa temperatura. Voltando para o Evaporador e repetindo o ciclo.

A importância do filtro de cabine para ar-condicionado em carros.

1024 681 Luiz Dias

Há diversos filtros no carro. Há um para o combustível, outro para o óleo do motor e outro para o ar que entra no coletor de admissão. Porém há um tipo que muitos desconhecem, mas que tem a função de proteger a peça mais importante de qualquer automóvel, que é o motorista. Estamos falando do filtro de cabine.

Criado originalmente para auxiliar o funcionamento do ar-condicionado, o filtro de cabine (ou antipólen) é semelhante ao filtro de ar do motor. Há um modelo que, além de papel especial, utiliza também carvão ativado, que aumenta a capacidade de reter odores indesejáveis. “Mesmo com a recirculação desligada (com a captação de ar externa aberta), o filtro de cabine, especialmente o de carvão ativado, é suficiente para reter a maior parte do odor da fumaça de um caminhão desregulado que passe ao lado.

Essa peça possui uma particularidade ignorada pela maioria dos motoristas. Diferentemente dos outros filtros, o de cabine não tem troca por prazo ou quilometragens preestabelecida. A durabilidade depende de onde o motorista circula. Se ele rodar sempre em vias urbanas com alto tráfego de caminhões, ou em estradas de terra, o filtro chega a se saturar em poucos meses.

Entupido, o filtro prejudica o funcionamento do ar-condicionado, reduz o fluxo de ar para a cabine e permite a proliferação de bactérias e fungos causadores de maus odores e até doenças respiratórias. E como saber a hora da troca? A questão é difícil de responder, mas há algumas dicas. A primeira pista é o fluxo de ar nos difusores do painel. Se o motorista está acostumado com um determinado tipo de ‘vento’ na posição 2 do ventilador e de repente precisa passar para a 3 ou 4 para ter o mesmo efeito, é um indício de saturação.

Outra dica é o cheiro. Certos odores que o motorista atribui a alguma sujeira que ficou impregnada no estofamento podem, na verdade, vir do filtro de cabine. Fazendo a troca, os maus odores desaparecem ou diminuem . Na falta de outros parâmetros, o ideal é fazer uma checagem periódica. Toda vez que o carro for para a manutenção, é aconselhável pedir para olhar o filtro de cabine.

O que é um compressor de ar condicionado ?

800 800 Luiz Dias

Principal peça do sistema de ar condicionado, o compressor é responsável pela alteração da temperatura do ar, promovendo a refrigeração do ambiente de acordo com a movimentação do fluído presente no circuito.

COMO FUNCIONA?

Acionado pelo painel de comando, por meio de uma embreagem eletromagnética acoplando a polia ao seu eixo, o compressor recebe o fluído refrigerante proveniente do evaporador no estado gasoso, com baixa pressão e baixa temperatura. Por meio de movimentos do prato oscilante, ele movimenta pequenos pistões, comprimindo este líquido e o encaminhando para o condensador com alta temperatura e alta pressão.

Senai oferece qualificação profissional na área de automóveis

700 470 Luiz Dias

Nova escola em Jacarepaguá poderá capacitar mais de 1.500 alunos por ano. Iniciativa acompanha crescimento da geração de empregos do setor

Rio – O Senai inaugurou um novo centro para formação e aperfeiçoamento de profissionais para a indústria automotiva. A escola fica em Jacarepaguá, na Zona Oeste, e poderá capacitar mais de 1.500 alunos por ano. A unidade foi criada em parceria com nove montadoras e com o Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado do Rio de Janeiro (Sindirepa). O Senai Jacarepaguá tem cerca de 25 cursos diferentes parasetor, em turmas de formação técnica, aperfeiçoamento e qualificação.

Anélio Rosa Machado, que trabalha na área automotiva há 30 anos, se matriculou no curso de manutenção de ar-condicionado automotivo. “Acredito que esse curso vai abrir ainda mais o meu leque de possibilidades, pois eu não sabia nada de refrigeração de automóveis”, conta Machado, de 51 anos.

Além da Ford, as montadoras parceiras do Senai no projeto respondem pelas marcas Chrysler, Jeep, Ram, Dodge, Peugeot, Citröen, Nissan, Renault, GM, Toyota e Yamaha. “Na oficina da escola, praticamos em carros que estão em alta no mercado, o que torna as aulas mais atraentes”, comemora o aluno Anélio Machado.